Passagem Secreta [mix por Marina Mapurunga]

from Pandemix Vol​.​2 by SONatório

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.
    Purchasable with gift card

      name your price

     

about

Trem para o além
(conto por Lígia Franco,
baseado na mixagem Passagem Secreta, de Marina Mapurunga)

Em uma de minhas viagens fui parar em terras campestres do ocidente. Não me pergunte onde eu estava pois não sei dizer. Depois posso contar como fui parar lá, mas agora o que quero deixar aqui registrado pra vocês é uma experiência que modificou completamente minha vida e que por pouco não sai viva.

Era muito cedo, o sol acabava de nascer e uma fina névoa ainda cobria a paisagem. A sensação predominante era de calmaria e silêncio. Eu caminhava pelo mato carregando minha mochila nas costas.
Tudo começou a mudar quando ao longe as badaladas de um sino cortou aquele silêncio quase insuportável. Depois disso, foi tudo muito rápido.
Magicamente a névoa desapareceu e os arredores começaram a se preencher de vida. Os sons se multiplicaram e eu pude enfim perceber as cores vibrantes e as formas que a névoa escondia. Aos poucos era como se todo o ambiente entrasse numa dança. Insetos, pássaros e gatos saiam de seus esconderijos para interagir com aquela magia que começava a tomar conta do local.

De repente um som, bastante agudo, diferente de tudo que eu já tinha ouvido antes, se pronunciou. Continuei minha caminhada e fui aos poucos chegando próximo à uma estação de trem. Aquele som se tornava mais audível conforme eu avançava pela estação e percebi que se tratava de um pequeno ser conversando num aparelho celular. O sino do trem começou a tocar, avisando que estava chegando à estação. O pequeno ser entrou naquele trem e eu rapidamente sem pensar pulei pra
dentro do vagão também. O trem fazia sons estranhos e foi aumentando sua velocidade a cada instante. Percebi também um cronômetro instalado naquele velho trem, mas não consegui entender a utilidade daquilo.
Ultrapassamos aquelas terras e chegamos próximo ao que parecia ser uma cidade, extremamente tecnológica. Pude observar da janela do trem, prédios altíssimos espelhados, pequenas naves que sobrevoavam o espaço urbano, elevadores enormes, pontes, antenas, uma movimentação frenética.

O trem avançou e entrou num túnel. Tudo ficou extremamente escuro.
Logo saímos do outro lado do túnel e já era noite, como se tivessemos entrado num portal. O céu era tão estrelado que fazia meu coração saltar, eu não conseguia tirar meus olhos daquela visão magnífica. Foi quando senti movimentos estranhos, o trem estava saindo do trilho e levantando no ar. O cronômetro foi ficando mais acentuado conforme aquele trem levantava no céu e saia da atmosfera. Uma sensação de angústia foi tomando conta de mim. Percebi que aquele pequeno ser que eu havia seguido na estação estava reunido com outros iguais, eram eles que
guiavam o trem e conversavam entre si. Pareceram não se importar com a minha presença intrusa.

Foi quando de repente, uma explosão absurda aconteceu no espaço próximo de nós. Eu me assustei e cai pra trás, mas aqueles seres não se abalaram, eles continuavam sérios, guiando a máquina que já não era mais um trem e sim uma espaçonave. Não sei dizer ao certo o que era aquela explosão, mas o espaço se tornou colorido e ainda mais belo depois disso. Fiquei tão obcecada com aquela visão que não percebi as outras explosões que começaram a acontecer ao nosso
redor e impactaram a espaçonave em que estávamos. A minha sensação era de que o tempo estava se tornando muito lento, e uma sensação de perigo foi crescendo dentro de mim. Quando olhei pela janela de trás percebi uma enorme criatura que se aproximava de nós, parecia sedenta. A criatura fazia um som horrível e eu não conseguia identificar exatamente sua forma. Entendi que aquilo não era nada bom porque percebi a movimentação frenética dos seres tentando controlar aquele trem-espaçonave e se comunicando sem que eu entendesse nada do que estava se passando. A suposta “missão” da qual eles eram incumbidos
parecia estar dando muito errado. Os seres então fizeram uma manobra pra colocar o trem na rota, de volta à terra e assim seguimos com medo e agonia de sermos capturados por aquela criatura até nos aproximarmos do nosso sistema solar...

credits

from Pandemix Vol​.​2, track released August 13, 2020
Mixagem por Marina Mapurunga.
Arte da capa da mixagem por Marina Mapurunga.

Trilhas do Pandemix Vol.1 por Daniele Costa, Felipe Borges, Gabriel Ferraz, Carla Caroline, Girlan Tavares, Joanne Labixa, tepha, Marina Mapurunga e Lígia Franco.

Conto por Lígia Franco.

license

tags

about

Sonatório Cachoeira, Brazil

Laboratório de Pesquisa, Prática e Experimentação Sonora. Projeto de Extensão do Centro de Artes, Humanidades e Letras da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

contact / help

Contact Sonatório

Streaming and
Download help

Report this track or account

If you like Pandemix Vol.2, you may also like: